Trecho obsceno de entrevista com sem-teto vaza e Band pede desculpas

  • Post category:NOTÍCIAS

A TV Bandeirantes emitiu uma nota oficial repudiando o vazamento de um trecho da entrevista com Givaldo Alves, morador de rua que teve relações sexuais com a esposa do personal trainer que o agrediu.

Segundo a emissora, o corte vazou de seu sistema interno, de forma ilegal e mal intencionada. Também foi aberta uma investigação interna para averiguar o caso.

No trecho vazado, o morador de rua fala ao jornalista sobre obscenidades que teria dito à mulher.

A emissora afirmou que a entrevista não foi ao ar: “Sobre o vídeo que circula na internet de uma entrevista do morador de rua que foi espancado por um personal trainer que o acusa de ter abusado sexualmente de sua esposa, a Band esclarece que essa entrevista não foi ao ar.

Trata-se de um trecho de uma gravação que vazou do sistema interno da emissora de maneira ilegal e mal intencionada.”

Assista à entrevista de Givaldo Alves ao Metrópoles

No início deste mês, a coluna Na Mira, do portal Metrópoles, divulgou um vídeo em que um personal trainer agredia um homem que mantinha relações sexuais com sua esposa, dentro de um carro em Planaltina, no Distrito Federal.

A história viralizou rapidamente nas redes sociais após revelado que o homem que estava no carro se tratava de um morador de rua.

Eduardo Alves, personal que agrediu Gilvaldo, em entrevista exclusiva à coluna LeoDias, afirmou que mesmo após a situação, o casamento continuava, pois a mulher não o teria traído de forma intencional uma vez que estava em um “surto”.

O morador de rua, por sua vez, concedeu entrevista exclusiva ao Metrópoles na última quinta-feira (24/3) e afirmou que a mulher o procurou: ““Eu andava pela rua e ouvi um grito: ‘Moço, moço’. Olhei para trás e só tinha eu. E ela confirmou comigo dizendo: ‘Quer namorar comigo?’.”

Leia a nota da TV Bandeirantes na íntegra: 

“Sobre o video que circula na internet de uma entrevista do morador de rua que foi espancado por um personal trainer que o acusa de ter abusado sexualmente de sua esposa, a Band esclarece que essa entrevista não foi ao ar.

Trata-se de um trecho de uma gravação que vazou do sistema interno da emissora de maneira ilegal e mal intencionada. Foi aberto um processo de investigação a fim de descobrir o responsável, que será devidamente punido.

A Band repudia o compartilhamento do vídeo.”