Trágico: ator da Globo morre aos 66 anos de desgosto, após amputar duas pernas e afundar em doença

Conhecido por trabalhar em novelas da Globo ao longo dos anos 1970 e 1980, Maurício do Valle teve um fim trágico causado por uma doença, em 1994.

O famoso, antes da partida, sofreu muito com o desgosto de ter que ficar longe da TV por ter amputado as duas pernas.

De acordo com o TV História, a trajetória do artista na televisão é bem longa, tendo início ainda em 1950, quando o veículo de comunicação chegou ao Brasil. Ele brilhou em títulos no cinema e principalmente em novelas.

Em sua currículo, estão folhetins de sucesso da Globo como “Meu Pedacinho de Chão” (1971), “Cabocla” (1979) e “Roque Santeiro” (1985).

Nesta última, Maurício do Valle ficou ainda mais conhecido, já que dava vida ao Delegado Feijó, peão que trabalhava na fazenda de Saturnino Malta, pai de Sinhozinho Malta, interpretado por Lima Duarte.

Os problemas de saúde de Maurício do Valle começaram muito antes de 1994, mas foi neste ano em questão que tudo se agravou.

Ele participou da série “Você Decide”, também da Globo, e já enfrentava a diabetes, que aos poucos começou a afetar ainda mais a sua rotina.

PROBLEMAS DE SAÚDE

O ator teve problemas cardíacos e três meses antes de morrer precisou amputar uma perna devido a problemas vasculares.

Em 7 de outubro daquele mesmo ano amputou a outra perna, mas na madrugada daquele mesmo dia faleceu, aos 66 anos, com a saúde muito deteriorada.

DESGOSTO E FALTA DA VONTADE DE VIVER

Irmão de Maurício do Valle, Sérgio do Valle deu uma entrevista à revista Veja e contou que o artista sofreu com a depressão e o profundo desgosto de ter que amputar a perna devido à diabetes.

A partir disso, o veterano já não via mais sentido em viver por causa de sua condição.