Pai relata que filha e sobrinha perderam a vida ao gravarem a chuva ao lado de cachoeira na cidade de Petrópolis

  • Post category:NOTÍCIAS

No fim da tarde de ontem (17), Marcio Luiz Ferreira dos Santos, 45, estava esperando pela liberação dos corpos da filha Taylane de Souza dos Santos e de sua sobrinha Ana Clara Schwartz, às duas tinham 13 anos de idade.

Pai relata que filha e sobrinha perderam a vida ao gravarem a chuva ao lado de cachoeira na cidade de Petrópolis

De acordo com ele, as estavam gravando o temporal em Petrópolis e morreram. Marcio e sua mãe, dona Sônia, falaram que as meninas sonhavam em ser modelos.

Esse sonho foi destruída na última terça-feira (15), pela forte chuva que atingiu Pontilhão do bairro Lopes Trovão, onde eles residiam, em torno das 16h.

Ele contou que todos moravam do lado da cachoeira, na parte de baixo e toda a chuva ficou concentrada naquele pedaço.

Quando deu uma parada, ele foi para sua casa e a chuva aumentou novamente. E tudo la em cima começou a desabar.

Segundo Marcio, a filha, a sobrinha e outras pessoas estavam tentando se abrigar na hora da chuva.

Ele contou que a enxurrada foi em direção ao quintal de sua casa. Taylane estava na casa do tio e foi para casa com a sobrinha.

Marcio foi buscar os documentos e não deu tempo das meninas saírem. De acordo com ele, às duas meninas ficaram gravando a enxurrada quando foram carregadas.

Ele falou que se elas tivessem entrando para a casa, isso não teria acontecido. Segundo lista da PC, pelo menos 116 pessoas estão desaparecidas e foi informado pelo Ministério Público que há 46 procurados.