Investigações sobre morte de Paulinha Abelha podem render condenação por homicídio

Desde que a cantora Paulinha Abelha faleceu de forma precoce e repentina, a família dela está a procura de respostas que possam revelar a verdadeira causa da morte dela, que faleceu ainda muito jovem, com apenas 43 anos de idade e com a carreira em um momento muito bom.

Investigações sobre morte de Paulinha Abelha podem render condenação por homicídio

De acordo com o site Social 1, do UOL, a causa da morte da cantora pode ser concluída como crime e pode render, inclusive, uma condenação por homicídio, exatamente isso que você leu, um crime pode ter sido cometido.

Segundo as informações divulgadas pelo site, caso fique comprovado que a vocalista da banda de Forró Calcinha Preta, tenha consumido medicamentos que são proibidos pela Anvisa, a pessoa responsável pela venda ilegal desses medicamentos, pode ser punida e de forma legal no delito de homicídio.

Isso mesmo que o suposto responsável não tenha tido a intensão de tirar a vida de alguém, mas o agente teria assumido o risco que poderia produzir o resultado de falecimento de outro ser.

Com isso, homicídio culposo iria entrar na pauta, junto com imprudência e negligência.

O caso pode gerá até 3 anos de prisão, caso alguém seja condenado pela justiça.

Laudos iniciais confirmaram que o fígado da cantora estava sobrecarregado de substâncias e o marido dela, disse em uma entrevista, que a famosa consumia alguns chás de emagrecimento e diuréticos, isso tudo para tentar manter o corpo sempre em forma, visualmente.