Cantor sertanejo é enterrado vivo aos 35 anos, após ser dado como morto e caixão aberto prova sofrimento

A morte do cantor sertanejo José Nascimento Cardoso, conhecido como Aladim, da dupla com Alan, acabou pegando a todos de surpresa.

E algo desesperador foi descoberto em uma exumação do corpo do cantor.

Já se passou 28 anos após o ocorrido, mas a situação do sertanejo assusta até os dia de hoje.

Acontece que ao que tudo indica, o cantor que tinha 35 anos, acabou sendo enterrado vivo, após uma parada do coração. O enterro dele aconteceu na cidade de Mogi das Cruzes.

E esta situação envolvendo o cantor, teria acontecido, por conta de uma rara enfermidade que ele possuía, chamada de catalepsia.

A mesma faz uma crise no corpo, deixando com que o mesmo fique imóvel, como uma estátua de cera. E dessa forma, os sinais vitais ficam quase imperceptíveis. E após sofrer a parada no coração, o cantor ficou desse jeito.

MAIS SOBRE O CASO

No ano de 1992, foi exposto o falecimento do sertanejo, no topo de sua carreira com Alan. Os laudos falavam que a causa do falecimento havia sido uma parada cardíaca, após uma cirurgia com dentista.

Depois de algum tempo, a família precisou desenterrar o cadáver do sertanejo, por questões envolvendo o cemitério local.

E quando abriram a última morada do sertanejo, os familiares do mesmo tomaram um enorme susto.

Ele estava de bruços no caixão. Sem falar que em suas unhas, foram achados pedaços de madeira do caixão, e a tampa estava cheia de arranhões.

Assim, muitos acreditam que ele teve uma morte terrível, sufocado no caixão e sem conseguir socorro.